Tutorial para proteger dados de navegação


Hoje em dia, os navegadores de Internet podem ser bem perigosos, porque é ali que deixamos vários dados pessoais sem nem perceber, desde os nossos e-mails até as redes sociais. A seguir, te contaremos um tutorial para proteger dados de navegação. É claro que a navegação também tem a sua parte maravilhosa, mas alguns aspectos como esta enorme liberdade para interagir com quase todas as nossas informações tem o seu lado escuro que pode colocar em risco a sua segurança.

spacetime

É por essas entre tantas outras coisas, que aqui já te passamos algumas funções que você deve ter em conta para se proteger como por exemplo conselhos para melhorar a segurança do seu Instagram, assim como também um truque para ativar o modo de segurança do Android, e é claro um tutorial para melhorar a privacidade do seu Facebook.

Proteger dados de informação

O primeiro que você terá de ter em conta para proteger os seus dados de navegação, é escolher um bom navegador, porque é a principal ferramenta que utilizamos para nos conectar á Internet, e é a que mais informação sobre nós contém. Você terá que baixar um que esteja protegido, porque os que não o estão podem fazer da nossa informação muito vulnerável.

Com a configuração adequada e ao utilizar navegadores adequados, você reduzirá muito o risco de que vejam a sua informação e desta maneira se protegerá um pouco, mas lembre-se que nenhum deles bloqueia totalmente a informação, por isso você terá que ter cuidado do mesmo jeito. Um dos navegadores que podem proteger a sua informação é o Pirate Browser, que por um lado garante a privacidade do usuário, e por outro, faz com que o mesmo não deixe nenhum rastro das suas pesquisas na Internet.

Logo de ter baixado, você terá que clicar em “extract” e o conteúdo se descomprimirá, logo terá de clicar em “start” e poderá começar a utilizá-lo, a seguir te passaremos o link:

Entre aqui no PirateBrowser.

Outros dos detalhes aos quais terá de prestar atenção para proteger a sua informação na Internet é no modo de privacidade ou no modo anônimo, pois ele não é tão seguro como promete: quando as pessoas utilizam este modo, ele para de armazenar os dados pessoas como senhas e pesquisas feitas pelo usuário, mas a informação continua permanecendo no historial.

Outra coisa: normalmente usamos sempre o mesmo navegador, por isso toda a nossa informação fica concentrada em um só sistema. É importante mudar de motor de pesquisa de vez em quando ou personalizá-lo como é possível fazer no Google.

Se você quer mudar o motor de pesquisa do Firefox por exemplo, terá que abrir o menu, entrar em opções, clicar em pesquisar e logo no pesquisador pré-determinado selecionar a opção “duckduckgo”. Assim, se estabelecerá o motor de pesquisa principal.

Outra das coisas que você pode fazer é mudar os DNS sem restrições, esses são os nomes de domínio, porque o que acontece é que o sistema pode estar filtrando pesquisas e te impedindo de ter acesso a determinados sites. Para mudar isso, terá que ir até a tela de início e escrever “ver conexões de rede”, logo clicar com o botão direito do mouse sobre a conexão de rede que estiver utilizando e escolher “propriedades”. Na janela aparecerão as funções de rede, do quadro de propriedades e logo clicar em propriedades.

Para finalizar esta janela geral você terá que marcar a opção URL e clicar em Aceitar para trocar os dados que modificou.

Outra coisa para proteger a informação na Internet, é mudar o servidor DNS do computador, para isso terá que ir até preferências do sistema, clicar em Rede, escolher a conexão que estiver utilizando no momento e clicar em avançado, logo mudar o DNS e aceitar assim as mudanças são aplicadas.

O que você pode fazer também é blindar o seu navegador, o que faz com que você mesmo limite a quantidade de dados anunciantes, que são mostradas de formas invisíveis. Um dos sites que faz isso é o “Disconnect extension”.

Por outro lado, também é bom ter em conta a utilização de conexões que sejam seguras pois existem milhares que não são realmente boas.

Gostaríamos de mencionar que também existe a opção de multiplataformas, pois existem extensões para que você possa ter mais privacidade, como por exemplo o AVG Privacy Fix.

Esperamos que todos estes conselhos tenham sido úteis e que sirvam para que você possa usar a Internet direito, sem desproteger os seus dados pessoais diante de roubos de informação.





Dejá un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *