Surge em redes sociais #JeSuisAhmed


 

O hashtag é para lembrar o policial muçulmano que morreu durante o ataque a “Charlie Hebdo”
Os gestos de solidariedade por parte do ataque terrorista ao semanário ” Charlie Hebdo “, que deixou 12 mortos não pararam. O hashtag #JeSuisAhmed ‘Ele surgiu’ (eu sou Ahmed) para lembrar o policial muçulmano que morreu defendendo o semanal dos dois terroristas.
O polícia francesa Merabet Ahmed foi morto em frente aos escritórios do semanário. Em um vídeo que foi postado no Facebook e, em seguida, removido, você pode ver o policial caído no chão após ser baleado na virilha.
“Você quer nos matar?”, Perguntou Ahmed a um dos assassinos.
“Não chefe, tão bom” um respondeu e, em seguida, atirar-lhe na cabeça.
Os usuários do Twitter descreveu a ação policial como heróica especialmente porque o jornal havia publicado cartuns zombando de sua religião, o Islã.
“Eu não sou Charlie, estou Ahmed o policial morto, Charlie tem ridicularizado minha fé e minha cultura e morreu defendendo seu direito de fazê-lo. #JesuisAhmed” Este foi publicado pelo usuário, @aboujahjah. Ele recebeu quase 29.000 retweets.
“Eu não concordo com o que você tem a dizer, mas defenderei até a morte seu direito de dizê-lo Voltaire #JesuisAhmed” twittou @AJ_Conti.
Alguns muçulmanos usaram a hashtag para expressar sua frustração ataque é usado por alguns para difamar sua religião.





Dejá un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *